Habitação popular pelo Minha Casa Minha Vida

O programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida tornou-se sinônimo de habitação popular. E habitação popular no Caixa Minha Casa Minha Vida é oferecer o acesso a um direito que está garantido na Constituição Federal de 1988: o direito à moradia.

Para que serve o programa Minha Casa Minha Vida pela Caixa

O programa Minha Casa Minha Vida Caixa surgiu da necessidade de um programa voltado para a eliminação do déficit habitacional de nosso país, que já foi muito mais acentuado, mas que ainda está longe de ter alcançado o equilíbrio. Com o fim dos instrumentos de que o governo federal dispunha para o combate desse déficit, o BNH – Banco Nacional da Habitação – com tantas falhas que resultaram em sua extinção, o programa Caixa habitação popular possui diversos facilitadores para possibilitar que uma fatia cada vez maior de brasileiros possam acessar sua cidadania e o seu direito constitucional de moradia.

Por que foram feitos novos ajustes no programa?

Sendo assim, o Mais Habitação Caixa Econômica Federal atende 4 faixas de renda, cada qual com seus requisitos, características e benefícios específicos. Existem outras linhas de financiamento habitacional, não sendo enquadradas no Caixa Habitação Popular.

A habitação popular no Minha Casa Minha Vida vem ganhando importância nos últimos anos, a ponto de, a despeito das críticas, estar se tornando o programa de acesso à dignidade e cidadania de maior relevância e impacto do governo federal. Ajustes, correções e novas regras foram recentemente immplantadas visando dar maior transparência, credibilidade e atingir um maior número de famílias que têm real necessidade de um imóvel pelo Minha Casa Minha Vida na Caixa.

Há problemas/perigos em aderir ao programa MCMV?

Não é por que o programa é financiado por intermédio do Governo que ele será exemplo. Como o caso reportado pelo Jornal R7 (aqui), várias construções das habitações destinadas ao Minha Casa, Minha Vida acabam resultando em problemas e/ou falhas estruturais.

Como o governo pretende oferecer mais casas populares?

A ampliação recente do programa para famílias com renda de até R$ 9 mil é um exemplo claro dessa estratégia do governo. Atingindo mais famílias com renda média e que não têm direito, dentro das regras do programa, ou necessidade de subsídios, o governo pode oferecer mais unidades na habitação popular no Minha Casa Minha Vida, para pessoas que, se não houvessem os subsídios, não teriam condições de financiar sua casa própria pela Caixa Habitação Popular.

Programas do governo e incentivo a sociedade!

Tendo em vista o atendimento das necessidades do estudante e do trabalhador brasileiro, o governo federal mantém ativos vários programas com fundo social. Permitindo o acesso dos mais carentes às oportunidades de estudo, de renda, de moradia, financiamentos e outras oportunidades.

Os programas são uma chance de realização de sonhos.

Os programas educacionais

Os programas, de caráter social, visam auxiliar o brasileiro médio a acessar seus direitos, já que, seja por falta de informação, por falta de iniciativa ou, mesmo, de oportunidade, acaba-se deixando de lado direitos importantes e fundamentais, como por exemplo, o direito à educação.

Nesse segmento, aliás, é onde há uma maior incidência de programas sociais: Pronatec, Sisutec, ProUni, FIES são somente alguns. A participação de alguns é restrita a determinados setores da sociedadade brasileira, apenas visando respeitar o que pode ser acessado ou faixas de idade, não possuindo um caráter restritivo essa regulação.

Minha Casa Minha Vida e os programas relacionados

Há também os programas sociais voltados para a habitação. Permitir o acesso à moradia sempre foi uma preocupação de governantes brasileiros, porém, nunca com tanta ênfase e tantos recursos destinados a esse fim como nos últimos 25 anos. Programas como o Minha Casa Minha Vida, Minha Casa Melhor (que visa oportunizar que o brasileiro adquira móveis e eletrodomésticos com taxas de juros abaixo do mercado) e o Construcard, são para que o trabalhador possa ter uma vida mais digna, com a casa própria e mobiliada, podendo pagar taxas de juros que não excedam suas condições.

O programa de aprendizagem

O programa voltado para o acesso ao primeiro emprego, Jovem Aprendiz, é um sucesso, em que o jovem de idade entre 14 e 24 anos incompletos pode ter a oportunidade do primeiro emprego, frequentando curso de formação específica na área de atuação. Os jovens participantes do programa, além de remuneração e acesso ao curso, têm direito a diversos benefícios fornecidos pelas empresas. O programa é gerido pelo governo federal, com adesão de empresas do país inteiro, sendo que as empresas precisam preencher um percental mínimo do seu quadro de colaboradores com aprendizes.

Dessa forma, também, as empresas têm acesso à mão de obra qualificada em pouco tempo e que trabalha alinhada aos seus princípios.

O Bolsa Família e seu funcionamento

O Bolsa Família é outro dos programas sociais que visa atender à fatia da população com menos recursos. Este programa possui regras rígidas para participação, como renda máxima por pessoa e número máximo de filhos que podem receber os recursos do programa. Além disso, exigências, como a frequência no colégio, limite máximo de idade, e, nos primeiros anos de vida das crianças, controle rígido de vacinação e da alimentação fazem desse um programa de distribuição de renda muito bem elaborado, porém, melhor do que isso, para as famílias que souberem aproveitar a oportunidade, uma ponte para sair da condição de necessidade desse benefício.

veja mais sobre o programa bolsa família no site oficial da caixa!

Isso pode ser mudado?

Como podemos ver, os governos federais implementaram bons programas de cunho social. Praticamente todas as áreas possuem programas que visam auxiliar o brasileiro a acessar o que lhe é de direito. Uma simples consulta servirá para constatar que a má utilização dos programas, apesar da excelência na elaboração, é o que causa todas as mazelas, dissabores e erros que vemos todos os dias nos noticiários. Cabe a você, brasileiro, mudar isso, utilizando seu direito com consciência.